quinta-feira, 26 de setembro de 2013

ALIMENTOS QUE AJUDAM NO BRONZEADO

Primavera chegou, e o calor já começa dar o ar da graça né gente? Nada melhor do que uma piscina ou para as mais privilegiadas uma praia para nos refrescarmos, e claro pegar aquele bronze tão desejado. Mas como nem todo mundo gosta, ou pode se expor ao sol, existem alternativas bem mais saudáveis para conquistar a cor do pecado. Desde pequena que ouço dizer que cenoura e beterraba são muito bons para potencializar o tom de dourado na pele, é sabido que os alimentos ricos em vitamina A e carotenóides são os que mais ajudam a manter a cor e podem ser encontrados também nos alimentos amarelos ou alaranjados, como mamão, abóbora, tomate e claro na cenoura, de acordo com a nutricionista Daniela Jobst, da Unifesp. Folhas escuras, como rúcula, couve e espinafre, também são ricas em vitamina A e carotenóides.
“O ideal é incluir na alimentação diária, pelo menos uma semana antes de tomar sol. Duas porções por dia são suficientes. As folhas escuras podem estar na salada ou em sucos feitos com as frutas citadas”, afirma a nutricionista da Unifesp.
Ela sugere uma receita de suco com mamão, cenoura, manga e uma folha de couve.
Além destes alimentos, a nutricionista Lara Natacci, da USP, indica outros, ricos em vitamina C (frutas cítricas, brócolis e tomate); tirosina (peixe, carnes, magras, ovos e leguminosas); silício (aveia); vitamina E (gérmen de trigo e óleos vegetais) e vitamina D (fígado, salmão e gema de ovo).
“Para fazer efeito, a dieta rica nestes nutrientes deve ser seguida de um a dois meses antes da exposição ao sol”, explica Natacci.
Veja a seguir mais algumas opções de alimentos protetores:


Frutas cítricas, como laranja, limão, morango e acerola, são excelentes fontes de vitamina C. Elas estabilizam a estrutura do colágeno, pois têm função de estruturar a pele. Além disso, são fotoprotetores, ou seja, protegem a pele dos raios UVA e UVB. A vitamina C neutraliza os radicais livres, preservando dessa forma a firmeza, elasticidade e resistência da pele, o que ajuda também a prevenir o aparecimento de manchas e o envelhecimento precoce.
Ideal de Consumo: 2 porções por dia 

Grãos e oleaginosas, como amêndoas, soja, feijão e noz, possuem cobre e manganês, que auxiliam na síntese do colágeno.
Ideal de Consumo: 1 porção por dia 


A vitamina A presente na goiaba conserva a saúde da pele e das mucosas, pois é um potente antioxidante, ou seja protege a pele dos danos dos radicais livres. 
Ideal de Consumo: 2 vezes por semana

 
O betacaroteno, ou pró-vitamina A, presente no trigo Kamut, é um pigmento fundamental para a manutenção dos tecidos. Essa vitamina age como protetor da pele contra o sol e contra diversas infecções.
Ideal de Consumo: 2 vezes por semana (utilize no lugar de trigo comum) 

O enxofre presente no alho é muito importante para a saúde da pele, pois participa da cisteína, um aminoácido que inativa os radicais livres, assim como da taurina e da metionina.
Ideal de Consumo: Preparar alimentos diariamente com alho semi-cru 

Óleos e sementes, como azeite extra-virgem, óleo de macadâmia, óleo de linhaça, possuem Vitamina E, que auxilia na maciez e hidratação da pele.
Ideal de Consumo: Utilizar na forma de temperos de saladas (faça um mix com estes três óleos e tempere a salada) 

Maçã possui vitaminas do complexo B que ajudam prevenção de problemas de pele.
Ideal de Consumo: 1 maçã por dia 



     Importante dizer que os benefícios dos itens ricos em carotenoides vão além da cor. Eles combatem a ação dos radicais livres acelerada pelos raios UV, mantendo a elasticidade, a integridade e o equilíbrio da pele.
Para proteger a pele dos raios de sol, a nutricionista da USP ainda indica alimentos que contenham zinco (ostras, carne vermelha, leite e fígado); coenzima Q10 (aspargo, damasco, sardinha e sementes oleaginosas); selênio (castanhas, nozes e lentilhas); magnésio (leguminosas, sementes e nozes); cobre (fígado, moluscos e grãos integrais); biotina (fígado, cogumelo, amendoim e leite); e flavonoides (amoras, acerola, cereja, framboesa, uvas vermelhas e roxas, amoras azuis e pretas e casca de berinjela).
As opções são muitas, mas importante lembrar que somente a ingestão destes alimentos não é suficiente, como tem sido muito falado o ideal é que você evite o excesso de exposição ao sol, principalmente entre 10h e 16h.

     Tenho certeza que aprendemos muito com essa matéria, então bora fazer uma listinha para na próxima compra incluir-mos alguns dos alimentos mencionados, e já na próxima exposição ao sol (assim que a chuvarada der uma trégua nos fins de semana) exibirmos uma pele e uma cor mais bonita.


Nenhum comentário:

Postar um comentário